Quando chega o dia em que você decide se casar o que se segue em diante são planos e desejos de felicidade eterna com seu futuro cônjuge.

Desde os preparativos da festa até a lua de mel o casal de noivos começa a se preparar para a grande cerimonia que deve culminar com o “Sim Eu Aceito”.

E isso sem dúvida é um dos momentos inesquecíveis e felizes na vida de quem resolve botar uma aliança na mão esquerda.

Porém a nova jornada se inicia assim que ambos começam a viver sobre o mesmo teto e ter que viver todas a rotina, pensamento, planos, etc… um do outro. Tudo agora não é mais feito de form individual, ao menos não deveria ser.

O muita gente não se atenta é que o casamento é que o casamento não se trata de um uma escultura de bronze em que uma vez terminada basta polir e proteger do tempo que ele sempre estará reluzente e bonita, e só uma ação muito drástica pode vir a destruir a obra.

O casamento mais parece um jardim em que você deve preparar o terreno da melhor maneira possível e uma vez que as plantas comecem a brotar é preciso sempre estar regando, adubando e cuidado das pragas. E mesmo que o canteiro esteja frondoso basta um descuido para que tudo morra ou murche.

Você eve sempre estar atento para as necessidades e opiniões do seu parceiro(a). Existe uma tendencia a relaxarmos e agirmos de forma displicente com o outro, como se as gentilezas, respeitos e carinhos não fossem mais necessário.

Toda a dedicação empregada no inicio precisa se manter ao longo do casamento, pois se nos tornarmos displicentes, grosseiros e desrespeitosos com o outra tendencia e que a união aos poucos vá morrendo.

Não é incomum que muitos casais deixem seu relacionamento minar de sentimentos e atitudes negativas, como se fossem pragas atacando o jardim e quando nos damos conta o canteiro está minado e tudo parece acabado, e você pensa em como salvar meu casamento.

Muitas das vezes é preciso começar do ponto de partida, usar as mesmas atitudes do inicio do casamento, principalmente da fase de namoro. Afinal nessa época é mais fácil relembrar o que foi que fez com que o casal se apaixonasse e decidisse que deveriam viver felizes pra sempre.

 

 

Você precisa admirar e se orgulhar de estar com a pessoa que escolheu pra casar, sentir que ela é uma joia que não se encontra em qualquer lugar, e acontece que as vezes esquecemos os motivos para se admirar seu parceiro(a). É preciso resgatar esse sentimento para que você perceba que tudo vale a pena.

Nunca ache que você já fez de tudo pelo casamento quando sentir os primeiro indícios de crise. Pois entenda que todo casamento, sem exceção, passa por crises e é preciso maturidade para encarar e agir de forma a restaurar a paz dentro do seu lar. Em alguma situações a solução pode ser mais simples como um pedido de desculpas, mas em outras pode ser necessário resgatar a admiração que seu cônjuge tem por você, ou mesmo você precisa passar a ter essa admiração por ele.

Por isso tenha consciência que ser  “feliz pra sempre” como muitos pregam é possível sim mas tem seus altos e baixos é e necessário ser proativo para que o jardim de seu casamento sempre esteja florido, e nunca fique parado esperando que as coisas boas morram aos poucos.

 

Felizes Para Sempre